Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias SIMPLIFICA JÁ: Ato por reforma no sistema tributário reuniu representantes de 45 entidades

 

 

cabecalho informe

SIMPLIFICA JÁ: Ato por reforma no sistema tributário reuniu representantes de 45 entidades

Cerca de 500 pessoas participaram sábado (25/05) do ato público Simplifica Já, organizado pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), no calçadão da rua XV, em frente à Associação Comercial do Paraná (ACP), no centro de Curitiba. Juntamente com 45 entidades, a Federação apresentou para a população os principais impactos da alta carga tributária na vida de cada um. Como solução, a Fiep elaborou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) pela simplificação no sistema tributário brasileiro. Além de propor uma discussão sobre o tema, os organizadores da mobilização aproveitaram o momento para arrecadar assinaturas a favor da PEC.

Abertura - Quem abriu a manifestação  foi o presidente da Fiep, Edson Campagnolo. Ele lembrou que o brasileiro trabalha de primeiro de janeiro a 25 de maio de cada ano apenas para pagar seus impostos. Campagnolo destacou a necessidade de envolvimento da população para sensibilizar o poder público sobre a necessidade urgente de mudanças. “Queremos arrecadar 1,2 milhão de assinaturas para mostrar aos congressistas e para a presidente Dilma que do jeito que está, não dá. Não só pelo peso dos impostos sobre a produção e o consumo, mas também pela complexidade das nossas regras tributárias, que atrapalham a economia e o desenvolvimento do país”, defende Campagnolo.

Justo - Para o presidente do Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem no Estado do Paraná (Sinditextil), Nelson Furman, o sistema tributário precisa ser mais justo. “Hoje, 62% do preço que se paga por um perfume é só imposto. No preço de um lápis, estão embutidos impostos que chegam a representar 48% do valor total do produto”, alerta o presidente.

Diferenciação - O presidente do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, João Eloi Olenike, destacou a necessidade de ter um sistema que diferencie os contribuintes por sua renda. “Todas as pessoas pagam o mesmo valor sobre bens e serviços. Esse sistema é injusto”, pondera Olenike.

Defesa - Também defenderam a simplificação tributária o vice-presidente e coordenador do conselho de jovens empresários da Associação Comercial do Paraná, Henrique Domakoski; a presidente do Conselho Regional de Contabilidade – Paraná, Lucelia Lecheta; o presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Marcelo Wollner Pereira; o presidente do Sindicato de Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado do Paraná (Sescap), Mauro Kalinke;  o presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), Clécio Chiamulera e o diretor geral das faculdades batistas do Paraná, Jasiel Martins.

União dos empresários - O diretor do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Estado do Paraná (Sipcep), Joaquim Cancela Gonçalves, participou da manifestação e defendeu a união dos empresários pela mobilização pública. “A classe empresarial não pode se calar. Precisamos conscientizar a população sobre esses abusos no sistema tributário”, disse Cancela.

Alerta - Para o presidente do Sindicato da Indústria Audiovisual do Paraná (Siapar), Rodrigo Martins, o Simplifica Já é um alerta necessário da classe empresarial para a população. “O empresariado está aqui hoje, fazendo o alerta, mas a carga é de todos nós. O consumidor precisa entender quanto ele paga de imposto, por exemplo, cada vez que compra um produto ou serviço”, ressalta.

Queixa - O vice-presidente do Sindicato da Indústria do Mobiliário e Marcenaria do Estado do Paraná (Simov), Aurélio Sant’Anna, reclama dos altos tributos. “O governo está assassinando o setor industrial com o atual sistema tributário”, desabafa.

Empenho - Para o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Gráficas – Regional Paraná (Abigraf-PR), Sidney Paciornik, é preciso empenho para sensibilizar a população a favor da simplificação tributária. “Nossa missão é convencer o governo que é preciso mudar a forma de arrecadar impostos. Nós sabemos que não é uma missão fácil, mas com dedicação e apoio da população, nós conseguiremos”, defende.

Interior - O ato público Simplifica Já foi realizado simultaneamente em outras 16 cidades do interior do estado: Ponta Grossa, Londrina, Maringá, Guarapuava, Pato  Branco, Francisco Beltrão, União da Vitória, Irati, Bandeirantes, Cornélio Procópio, Cianorte, Campo Mourão, Rio Negro, Paranaguá, Cascavel e Chopinzinho. Durante a manifestação de Curitiba, foram arrecadadas cerca de 500 assinaturas pela simplificação tributária por meio da PEC Simplifica Já.

PEC Simplifica Já – O documento foi redigido por um grupo de trabalho formado dentro do Conselho Temático de Assuntos Tributários da Fiep, que abriga representantes das 45 entidades parceiras do movimento. Composto por advogados tributaristas, economistas, contabilistas e empresários, o grupo analisou uma série de projetos de lei sobre o tema que já tramitam no Congresso Nacional e, a partir daí, elaborou as medidas de simplificação do sistema tributário. (Assessoria de Imprensa da Fiep)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias